O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 2)

(tradução livre de texto de  Marie-Andrée Bertin, fundadora da OMAEP)

Quando uma criança nasce ela já tem nove meses de experiência de vida, e essa experiência  já moldou amplamente o que será sua personalidade no futuro.

Essa informação, recentemente revelada através de pesquisas científicas, na realidade já é conhecida há milhares de anos e esteve sempre presente e pronta para vir à tona na consciência intuitiva feminina. E agora, cada vez mais, homens vêm se envolvendo nesse processo.

A importância do período pré-natal já era conhecida nas antigas civilizações. Há registros de que egípcios, povos indígenas da Ásia e da América, celtas, africanos e muitas outras sociedades adotavam regras relativas à forma como mães, casais e a sociedade em geral deveriam se comportar em relação à criação das crianças, de forma que a elas fossem fornecidas as melhores condições possíveis.

Também existem registros de que há 1000 anos os chineses criaram centros pré-natais onde gestantes pudessem ficar, para aguardar o nascimento de seus bebês, num ambiente sereno e belo.

Em países do ocidente, no início do século XX, gestantes ainda eram protegidas e, por sua vez, protegiam seus bebês. No vilarejo em Haute-Saône, onde eu cresci, se um circo lá chegasse, a gestantes não era permitido assistir ao show em virtude do risco a que seriam expostas – era sabido que qualquer trauma sofrido por uma gestante também afeta seu bebê.

Mas poucos anos depois as sociedades industriais começaram a focar sua atenção na corrida por melhores performances no campo tecnológico, econômico e financeiro, e se esqueceram de aspectos vitais para uma sociedade.

A vida, no entanto, está clamando por atenção. Com uma certa ironia, já que foi o progresso tecnológico que nos permitiu redescobrir, com base em evidências científicas, elementos essenciais a respeito da vida pré-natal (não nos referimos às superstições que ganharam popularidade ao longo da história).

De fato, atualmente, estudos científicos desenvolvidos em diferentes áreas de conhecimento estão convergindo para a importância da educação pré-natal como um processo, em sua essência, natural.

As Associações para Educação Pré-Natal pretendem facilitar o acesso às pesquisas científicas, de forma que essas informações sejam assimiladas naturalmente à vida cotidiana de futuros pais. Elas estão compilando estudos multi-disciplinares atuais, de forma que um corpo de evidências científicas consistentes sejam divulgados amplamente. Quando recebido dentro de um contexto, esse conhecimento começa a fazer sentido, oferecendo um código de conduta que sirva ao ser em formação e a seus pais.

Há duas principais áreas de pesquisa emergentes:

– estudos sobre o desenvolvimento sensorial do feto, sob uma ótica multi-disciplinar. Desenvolvidos em geral por franceses, mas com utilização de algumas pesquisas norte-americanas.

– observação do estado emocional do bebê dentro do útero por médicos, psicólogos e psiquiatras de diversos países.

Nós então falaremos sobre as teorias explanatórias que vêm sendo desenvolvidas em conexão com o registro celular de informações de acordo com a física quântica e a teoria morfogenética ou de campos bióticos.

Veremos também que, como consequência desse trabalho, médicos estão refinando sua prática. E futuros pais, por sua vez, têm oportunidade de proporcionar a suas crianças grandes benefícios ao assimilar esse conhecimento e adotar naturalmente uma filosofia de vida e rotina com ele condizentes.

(a continuar)

Anúncios

Tags:

5 Respostas to “O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 2)”

  1. O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 4) « ANEP Brasil Says:

    […] Parte 2 […]

  2. O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 5) « ANEP Brasil Says:

    […] Parte 2 […]

  3. O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 6) « ANEP Brasil Says:

    […] Parte 2 […]

  4. O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 7) « ANEP Brasil Says:

    […] Parte 2 […]

  5. O período anterior ao nascimento influencia mesmo nossas vidas? (parte 8 – final) « ANEP Brasil Says:

    […] Parte 2 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: